Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Tnews
Quem Está Mandando?...

-----------------
Tnews
Quero Explicações...

-----------------
Edgard
Paralisado o Governo...

-----------------
Edgard
Novo Local de Encontros...

-----------------
Egames
Queridinho do Momento...

-----------------
Em foco
Diretoria da ANL...

-----------------
Informes
Compasso de Espera...

Games Necessários

Em tempos de intolerância e desrespeito, alguns games são extremamente necessários, seja como forma de inclusão ou de representar um povo desfavorecido socialmente, mas que ajudou a construir nosso país. 

Estou falando de Árida, um game baiano que retrata o sertão nordestino, no qual Cícera uma menina de 13 anos enfrenta os desafios da Guerra de Canudos.

Desenvolvido pela empresa Aoca Game Lab, liderada pelo game designer Filipe Pereira, o jogo apostou na representatividade cultural e feminina como um passo na contramão da indústria. Uma menina negra e nordestina como protagonista já coloca o game em outro patamar perante a produção mundial. 

O game venceu um edital da Ancine e obteve apoio financeiro de R$ 250 mil, verba que já garantiu a produção do segundo capítulo do game. 

Um segundo game mais que necessário é "Breu", que tem como personagem principal o jovem cego Marco, de 15 anos, que guia a investigação. O jogo é constituído exclusivamente por recursos sonoros, sem nenhum tipo de interação visual com o jogador. Esse gênero, conhecido como audiogame, é bastante utilizado para jogos voltados a pessoas com deficiência visual.

Segundo o produtor, apesar de ser um audiogame o jogo não se restringe a deficientes visuais, pois possui uma filosofia de inclusão e objetiva construir uma narrativa mais imersiva e de maior complexidade, ultrapassando assim o foco educativo que games do gênero costumam ter.

Os exemplos citados mostram que o Brasil, em especial a região nordeste, pode se tornar uma potencia criativa devido ao suporte recebido do centro de pesquisa Comunidades Virtual da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Valorizar a cultura brasileira e a produção nacional é apenas uma forma de resistir a toda americanização e europeização que estamos habituados a receber. O Brasil é capaz, sim, de produzir bons games! 


-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
A modinha que não sai de moda

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Documento
Politicamente o que Poderá Ac...

-----------------
Documento
A Polêmica Lei Rouanet...

-----------------
Documento
O Novo Panorama Político de N...

-----------------
Documento
O Mundo dos Youtubers...

-----------------
Documento
Nação Dividida: Velhos Amigo...

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro...

-----------------
Documento
Pesquisas para Confundir...

-----------------
Documento
O Voto Útil Transformador...

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Documento
O Aparelhamento Político nas ...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns