Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Edgard
Não ao Conflito...

-----------------
Edgard
Próximo Presidente Luciano Ba...

-----------------
Internet
Depósito sem Envelope...

-----------------
Cultura e Cinema
Moda Hi-Tech...

-----------------
Fernando Mello
Cabeça Eleitoral...

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro...

-----------------
Egames
Investimento em Games?...

Celeiro da Corrupção

Nessa semana, andei pensando nas algemas. É ex-governador algemado, é bandidinho algemado, é esfaqueador algemado, é advogada algemada...

O país das algemas muitas vezes mal aplicadas e muitos bandidos soltos.

Ser processado criminalmente em nosso país é fato comum para os políticos. Poucos não têm processo onde envolve aplicação irregular de verbas públicas ou recebimento de vantagens indevidas. Palavras para definir, educadamente, bandido ladrão e bandido corrupto. Sim, meu amigo leitor, tudo bandido.

Agora, muitos estão tentando a reeleição para os governos estaduais.

Fraco em leis e pior ainda na aplicação delas, o Brasil é um verdadeiro celeiro de políticos corruptos e que são amados por grande parte do povo.

Muitos que estão disputando cargos do legislativo e também à presidência da república, estão com processos criminais em andamento.

Nossa legislação é muito falha mesmo. E a fraqueza do judiciário ficou revelada no episódio “Triplex do Lula”. Foram 78 recursos contra decisões, sentenças e acórdãos. Setenta e oito recursos!!!! Acho que somente em habeas corpus foram mais de 200, contando STF e STJ.

Olhem como a nossa legislação é fraca, sinuosa, sem objetividade e que não traz nenhuma segurança jurídica. Nem para o Réu preso, nem para a sociedade ou Estado.

E, por questões que nem consigo enxergar no horizonte da razoabilidade, como interpretar diferente um artigo da Lei que diz que condenados em segunda instância são inelegíveis? O que há de errado uma pessoa pública ser condenada? Ela é uma pessoa santa, imaculada e revestida de impunibilidade?

Ora! Que falta de civilidade!

E o PT ficou lá nos Tribunais Superiores tentando isso e aquilo... E tem gente que acha que o Lula foi injustiçado. Mesmo depois de mais de 200 recursos. 

Onde há excesso ou ilegalidade? Trata-se, tão somente, de paixão política incontrolável.

Nosso judiciário, hoje, está retratado pelos julgamentos importantes do STF. E os brasileiros estão assistindo que por lá, infelizmente, há o julgamento com trato político.

Ora, se um ministro do STF precisa ser 100% independente, não pode sair soltando corruptos presos em flagrante com a mão na massa.

Correto mesmo foi o ministro Barroso do STF ao afirmar, no caso Temer, em alto e bom som: “Há diferentes formas de ver a vida e todas merecem consideração e respeito. Eu gostaria de dizer que eu ouvi o áudio ‘Tem que manter isso aí, viu? Eu quero dizer que eu vi a fita, eu vi a mala de dinheiro, eu vi a corridinha”.

E tem gente que não consegue enxergar o banditismo, não quer aceitar o que os próprios olhos estão vendo.

A sociedade está caindo aos pedaços, num apodrecimento muito rápido dos seus valores. “Roubou, mas faz”, “quem nunca mentiu?” ”Qual o problema do policio ficar rico de repente?”...

São essas e outras pérolas da nossa sociedade que precisam cessar, precisam entrar no eixo do correto de fato e não no ridículo internacional que nos encontramos.

Parece que gostamos de perder, de sermos enganados, de que errar “faz parte”, de achar que dirigir “só um pouquinho” bêbado é assim mesmo.

Ficar observando, inerte, o nivelamento para baixo da sociedade e a falta de educação devastadora, não pode ser normal. Há necessidade de um choque.

P.S.: Só para registrar: o comediante americano Bill Cosby, foi condenado e ficará preso de 3 a 10 anos. Pediu para cumprir pena em casa. Foi negado. Ele tem 81 anos.


-----------------
Cultura e Cinema
Moda Hi-Tech

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim...

-----------------
Cultura e Cinema
Para Todos os “Miminis” Que Já Odiei

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim

-----------------
Cultura e Cinema
Festival MIMO de Cinema Paraty

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro...

-----------------
Documento
Pesquisas para Confundir...

-----------------
Documento
O Voto Útil Transformador...

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Documento
O Aparelhamento Político nas ...

-----------------
Documento
O Perigo do Etnocentrismo...

-----------------
Documento
Falsas Informações: Prejuíz...

-----------------
Documento
Desenhos Animados: Benefícios...

-----------------
Documento
As Inevitáveis Alianças Pol...

-----------------
Documento
Manobras na Beira do Caos...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns