Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Tnews
Era Bom, Ficou Ruim...

-----------------
Egames
Revivendo Clássicos...

-----------------
Fernando Mello
O Morro e os Encostos...

-----------------
Edgard
Perdendo a Decência da Lucide...

-----------------
Edgard
Nikitikitikeru...

-----------------
Internet
Celular Dobrável...

-----------------
Cultura e Cinema
A modinha que não sai de moda...

Golpe é Isto!

No domingo passado, dia 08, tivemos a maratona jurídica em torno da soltura do presidiário Lula da Silva. Independente de tudo que já sabemos, dos erros e absurdos, gostaria de chamar a atenção para três personagens desta estória que são os deputados federais Paulo Pimenta, Wadih Damous e Paulo Teixeira. Ficaram nas sombras e escondidos nessa história, pois o protagonismo negativo do desembargador Rogério Favreto foi muito maior, causando indignação nacional. Refiro-me a estes três deputados para questionar as intenções objetivas neste fato. Existem por trás desta história outras extensas intenções. Os deputados Wadih Damous e Paulo Teixeira são advogados e sabiam muito bem que esta ação não prosperará, pois uma decisão de um juiz solitário num plantão do Judiciário em recesso não se sobrepõe a decisões proferidas por um colegiado. Se já sabiam que Lula não ficaria em liberdade e combinaram esta manobra, é porque a intenção era outra: a ideia era criar uma imagem de descrédito da Justiça, tumultuá-la e desmoralizá-la para a ação seguinte que virá sob a égide do ministro Dias Toffoli, libertando o Lula.

Tudo não passou de uma grande manobra, caríssima e de âmbito nacional. Esta ação já vinha sendo montada com muita anterioridade e certamente, combinada com o desembargador Rogério Favreto, que não tem qualquer compromisso, nem com a Justiça, nem com a própria imagem pessoal.

Já na véspera da decisão, em muitos Estados, foram montados locais de festa, com mobiliário para milhares de pessoas, e churrasco e bebidas garantidas para os participantes. Não se trata de montar improvisadamente uma festinha de comemoração para 50, 100 participantes. Isto, com todo dinheiro que eles detêm, fruto da roubalheira aos cofres públicos, é tarefa fácil. Mas, em diversos Estados e para milhares de participantes (e remunerados para não haja dúvidas), somente com uma grande antecedência. Foi um imenso cenário armado para criar comoção no país. Se conseguissem tirar Lula da cadeia, ainda que por algumas horas, seria perfeito: no meio de um churrasco, com milhares de pessoas comemorando, Lula seria preso novamente pela ilegalidade do Habeas Corpus. E reconduzido à prisão, seria a vitimização e coroação do pseudo- estadista! Daria mídia no mundo inteiro. O “injustiçado, perseguido e inocente”; criaria um clima adequado e oportuno para Dias Toffoli soltá-lo e ele concorrer “na marra” a uma eleição já preparada para fraude; desde que estas urnas eletrônicas aceitam qualquer “gatilho”.  Com a fortuna roubada eles subornam muita gente. Eles não têm nem escrúpulos, nem limites!

O Brasil está subestimando esta organização. Eles fazem tudo orquestrado pelo seu mentor intelectual José Dirceu, que já foi solto (tem mais de 30 anos de condenação) para a execução do golpe. Isto sim é um golpe!

Notem a cadência: os “ministros cumpanheiros” soltam a serpente pensante. Em seguida, os “obreiros” Damous,Teixeira e Pimenta, travestidos de defensores da liberdade, engendram esta trapaça jurídica, para preparar o golpe seguinte. Estes deputados, em verdade, estão subvertendo a Ordem Jurídica, causando Obstrução de Justiça, denegrindo as instituições e preparando um Golpe de Estado. Não devem ficar impunes. Ainda que exista um “espírito de corpo” na Câmara dos Deputados, deverão ser levados a Comissão de Ética, para serem cassados, incluindo seus direitos políticos, por um mínimo de oito anos; e responder criminalmente por todos estes embustes de banditismo político.

Se o Brasil não acabar com esta Organização Criminosa, eles, de assalto, vão aprisionar o Brasil; pobre Brasil!


-----------------
Cultura e Cinema
A modinha que não sai de moda

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
Moda Hi-Tech

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim...

-----------------
Documento
O Novo Panorama Político de N...

-----------------
Documento
O Mundo dos Youtubers...

-----------------
Documento
Nação Dividida: Velhos Amigo...

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro...

-----------------
Documento
Pesquisas para Confundir...

-----------------
Documento
O Voto Útil Transformador...

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Documento
O Aparelhamento Político nas ...

-----------------
Documento
O Perigo do Etnocentrismo...

-----------------
Documento
Falsas Informações: Prejuíz...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns