Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Internet
Turistas Autorizados...

-----------------
Pela Cidade
Posse na Presidência do Rotar...

-----------------
Tnews
Risco de Vida...

-----------------
Egames
CS in Copa...

-----------------
Fernando Mello
Alpinismo Político na OAB...

-----------------
Edgard
Golpe é Isto!...

-----------------
Edgard
Dia do Escritor...

Sobreviva... Se puder

Cinquenta jogadores numa ilha com apenas uma missão... Sobreviver... Não, não estou falando de um novo filme da franquia “Jogos Vorazes”, mas bem que poderia ser... Trata-se da sensação do momento: FreeFire – Battleground, um game de sobrevivência disponível para Android e iOS.

No game, é permitido escolher o local para aterrissar com seu paraquedas e então começar sua jornada pela vitória/vida. Na ilha, compartilhada com outros 49 gamers que desejam literalmente a sua cabeça, é possível encontrar veículos, armamento e muitos itens que ajudam o jogador a se esconder, fugir ou enfrentar seus inimigos.

Apesar de não ser uma grande inovação, FreeFire – Battleground garante algumas horas de diversão tanto para os aficionados quanto para jogadores esporádicos. Além disso, o jogo é bem leve, se levarmos em consideração a qualidade gráfica, assim como a jogabilidade que é simples, e a grande quantidade de equipamentos e armas disponíveis. Entretanto, o melhor de tudo é que o game é 100% grátis.

Os principais diferenciais do game são a possibilidade de conversar com os aliados através do chat e a amplitude do mapa de batalha, que contem centenas de lugares para se esconder. Porém, o game peca, por não permitir grande personalização dos avatares, possuindo poucas opções de roupas e acessórios. Além disso, o mapa se torna grande demais para a quantidade de players e por vezes é necessário andar por um bom tempo para achar um inimigo.

A jogabilidade de FreeFire – Battleground tem foco em achar, armar, encontrar equipamentos e se esconder; ou atacar diretamente os inimigos para garantir a sobrevivência nos 10 minutos da partida. 

Pontos positivos: Jogo gratuito com visual excelente. Interface e jogabilidade simplificada. Não trava, inclusive os mais antigos, permite equipe de até 4 pessoas com chat de voz. 

Pontos negativos: não permite muita customização dos personagens; não possui um bom tutorial para auxiliar novos jogadores e possui mapas grandes demais para o número de jogadores. 

Se ainda não jogou, instale e faça um teste. Será que você sobreviria muito tempo num ambiente hostil?


-----------------
Egames
CS in Copa

-----------------
Egames
Novo & Velho Resident Evil

-----------------
Egames
Morreu? Nem vi...

-----------------
Egames
Meu pai é o Deus da Guerra?

-----------------
Egames
Incrivelmente Mãe

-----------------
Fernando Mello
Alpinismo Político na OAB...

-----------------
Fernando Mello
Cristiano Ronaldo X Neymar...

-----------------
Fernando Mello
Esquerda Capitalista...

-----------------
Fernando Mello
Dano Moral X Mero Aborreciment...

-----------------
Fernando Mello
Radares no Atacado...

-----------------
Fernando Mello
Imunidade X Impunidade...

-----------------
Fernando Mello
Um STF Inimigo...

-----------------
Fernando Mello
Chuva de Balas...

-----------------
Fernando Mello
Até Tu Uber!...

-----------------
Fernando Mello
Os Inúteis Marajás...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns