Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)...

-----------------
Pela Cidade
76 anos da Academia Niteroiens...

-----------------
Em foco
Posse de Dalma Nascimento na A...

-----------------
Informes
Riscos dos Tratamentos Caseiro...

-----------------
Informes
ENEL Questionada em Brasília...

-----------------
Fernando Mello
De Marcha à Ré ...

-----------------
Tnews
Péssimo ASSIM...

 

De Marcha à Ré 

Um amigo paulista me disse, em tom de brincadeira e depois das minhas observações sobre a cidade de Niterói, que eu deveria me mudar para São Paulo. 

Como sou do tipo “não levo desaforo pra casa”, perguntei se seria a cidade ou o Estado de São Paulo. 

Ambas, ele respondeu. Afirmou que em SP as coisas funcionam muito mais e como um dos exemplos citou a ampliação da linha 15 e das estações do transporte do tipo monotrilho, que agora segue a toque de caixa. 

Pensei, tentando não demonstrar constrangimento, que a prefeitura de Niterói inaugurou uma “coisa” que liga a Região Oceânica à Charitas e que prometia tirar os ônibus das pistas normais e concentrar tudo na tal “pista exclusiva” para a circulação dos poluidores, barulhentos e que ocupam espaço, os adaptados BHRS. 

O nosso atraso é muito grande. O mundo já virou as costas para o BRT, BHRS, B. etc. há muitos anos. Tudo agora é por baixo da terra ou por cabos ou trilhos suspensos. 

O mundo já decidiu que metrô, monotrilho, VLT ou teleférico são a solução moderna. Sendo que o VLT cobre em absoluto silêncio pequenas distâncias de dentro de centros das cidades. 

O resto é barulho, acidente e poluição. 

E nós aqui em Niterói estamos assistindo ônibus circulando pelas pistas exclusivas, pelas pistas dos carros e várias linhas estão eternizadas nas pistas comuns, como os ônibus intermunicipais, por exemplo.  

Qual a solução? 

Ao preço talvez muitas vezes superior ao de um monotrilho, foi realizada esta obra milionária chamada Transoceânica, onde o único item bem feito foi o Túnel. 

Estamos fritos com essa antiquada mentalidade política de 3º mundo de fazer obra cara, e ao mesmo tempo, ultrapassada e quase inútil. 

Mas seria maldade comparar São Paulo com Niterói? Não! Não é uma maldade, pois nossa cidade possuiu um orçamento folgado e o endividamento que só cresce representa uma irresponsabilidade natural, infelizmente, dos governantes à moda antiga. 

Esses chefes do executivo gostam mesmo de ir até Brasília de pires na mão, como um incompetente, cabisbaixo, olhar sofrido, buscar verbas para isso e aquilo, como vimos vários governadores de estado nesse vergonhoso caminho. 

São Paulo é outro nível e de fato o Estado é a locomotiva do Brasil. 

Numa ideia louca que já ouvi, se cortamos uma linha paralela ao equador, a poucos quilômetros ao norte de Belo Horizonte para baixo, até o Rio Grande do Sul, seria criado, em tese, um dos países mais ricos do mundo. 

Imaginem o gado do Mato Grosso do Sul, a indústria de Minas e São Paulo, as plantações do Sul, o turismo do Rio... Isso tudo geraria uma riqueza sem paralelo. 

Aplicando o mesmo raciocínio, se Niterói utilizasse o seu obeso orçamento para investimentos inteligentes, e não políticos, estaríamos vivendo de fato numa cidade moderna e eficiente. 

Ao contrário, a cidade agoniza sob uma administração cara e inchada que não consegue obter soluções modernas para o seu sistema de trânsito, que não cria ciclovias verdadeiras, que não briga de verdade e com faca nos dentes para que o Catamarã social comece a operar em Charitas; que não se importa com o aumento das favelas e com a degradação do Centro da cidade, abandonado após as 19h, ficando lotada dos pobres moradores de rua. 

Enfim, São Paulo deu sorte dessa vez e nos olha pelo retrovisor da evolução. 

E nós aqui, patinando e derrapando nas curvas, quase capotando na irresponsabilidade fiscal. 

 

 


-----------------
Fernando Mello
De Marcha à Ré

-----------------
Fernando Mello
“Canalhocracia”

-----------------
Fernando Mello
Obra nas Coxas

-----------------
Fernando Mello
Chuvas X Políticos

-----------------
Fernando Mello
Prendeu Soltou

-----------------
Pela Cidade
76 anos da Academia Niteroiens...

-----------------
Pela Cidade
Aniversário de 61 anos da CDL...

-----------------
Pela Cidade
A Enganação do BHLS de Niter...

-----------------
Pela Cidade
Posse na ANE...

-----------------
Pela Cidade
Nem te Conto...

-----------------
Pela Cidade
Aniversário de Marcia Pessanh...

-----------------
Pela Cidade
Posse na Academia Niteroiense ...

-----------------
Pela Cidade
Aplausos a Lomelino...

-----------------
Pela Cidade
Taverna do Monteiro...

-----------------
Pela Cidade
Feijoada da Taberna Monteiro...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns