Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Tnews
Era Bom, Ficou Ruim...

-----------------
Egames
Revivendo Clássicos...

-----------------
Fernando Mello
O Morro e os Encostos...

-----------------
Edgard
Perdendo a Decência da Lucide...

-----------------
Edgard
Nikitikitikeru...

-----------------
Internet
Celular Dobrável...

-----------------
Cultura e Cinema
A modinha que não sai de moda...

Um STF Inimigo

O STF está sendo bombardeado e metralhado por vários setores da sociedade brasileira. De todas as camadas sociais e que vai do mais humilde cidadão até o mais rico e prepotente dos banqueiros. Muita gente revoltada com o que aconteceu na última quinta- feira, quando houve uma “empurrada de barriga” no julgamento do Lula.

Nada na história desse país pode justificar tamanha desesperança na justiça brasileira como o que vem acontecendo nos tempos atuais. O último para quedas da nossa esperança estava, justamente, na justiça, no judiciário.

Agora, o brasileiro vai andar mesmo cabisbaixo pelas ruas. Empresários realmente confirmarão que a justiça serve mesmo aos ricos e poderosos. O cidadão comum sabe que ele é o único que é cobrado pelo governo e agora, nem tem mais vontade de se defender das cobranças da Receita Federal, por exemplo.

Será que o STF foi contaminado e se transformou num dos inimigos, o nº 1 do cidadão de bem?

Qual o exemplo que os jovens estão absorvendo desses inimigos institucionalizados? Enfim, vale a pena ser corrupto porque a justiça dá de ombros se o seu advogado for “conhecido” nas instâncias superiores?

Será que a Justiça brasileira, neste caso representada pelo poder supremo que é o STF adotou o tal “jeitinhobrasileiro” como regra nos seus julgamentos?

A gritaria é total. Principalmente nas redes sociais. No Whatsapp, os comentários vão do ódio até a piada.

No Facebook tem até imagens montadas do Ministro Marco Aurélio saindo do julgamento “pra comprar pão”.

Isso tudo foi uma onda de decepção e raiva. Nem os juristas conseguiram controlar seus sutis comentários e dispararam contra o STF.

Tudo isso sem necessidade se os ministros do STF não fossem escolhidos pelo chefe do executivo, mais conhecido como o presidente da República.

Esse poder passou nas mãos de pessoas como, pela ordem cronológica e em eleições diretas: Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma e Michel Temer. Este último e que até hoje está no cargo, nomeou o Alexandre de Moraes, último ministro STF que foi nomeado.

Portanto, com raras exceções, quem escolheu não prestou atenção no “nobre saber jurídico” e a imprescindível isenção.

É a tal falta de isenção que está machucando a todos. Sabemos com mil anos de antecedência que o Dias Toffoli vai votar para aliviar a prisão em 2ª instância e também vai tender a votar pelo cabimento e procedência do Habeas Corpus de Lula.

Ricardo Lewandowski também me parece voto certo de Lula. Infelizmente o mundo jurídico não confia nele. O povo também não se esquece da “grande solução para a companheira Dilma”, quando Lewandowski dividiu em dois a votação do impeachment.

A questão do Aécio Neves também ruborizou a comunidade jurídica. Como assim o Aécio Neves está solto?

Uma pena esse viés político numa corte que deveria estar a milhares de quilômetros de distância dos interesses dos outros Poderes. O STF foi a última trincheira do cidadão de bem. A trincheira foi sendo invadida pelo esgoto de muitos interesses e nomeações de ministros com cunho exclusivamente político.

Parece que está a se tornar um novo partido político. Pelo menos, é o sentimento de muitos brasileiros. Muitos. Oremos.


-----------------
Fernando Mello
O Morro e os Encostos

-----------------
Fernando Mello
Cheque Especial Demais

-----------------
Fernando Mello
Fechar o Supremo Tribunal Federal

-----------------
Fernando Mello
Cabeça Eleitoral

-----------------
Fernando Mello
Celeiro da Corrupção

-----------------
Pela Cidade
Adesão Total...

-----------------
Pela Cidade
Pedro Genn Desiste de Concorre...

-----------------
Pela Cidade
Toda Poesia do Cecchetti...

-----------------
Pela Cidade
Encontro de Corais...

-----------------
Pela Cidade
Chá Feminino de Adesão ...

-----------------
Pela Cidade
Encontro de Apoio...

-----------------
Pela Cidade
Mérito do Repórter...

-----------------
Pela Cidade
Festa da Família Lemos...

-----------------
Pela Cidade
Encontros...

-----------------
Pela Cidade
Lançamento Eleitoral de Suces...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns