Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Em foco
Nova Maratona...

-----------------
Em foco
Café Com Empresários...

-----------------
Internet
Sem Rastros...

-----------------
Tnews
Barulho do Carro de Lixo...

-----------------
Tnews
PM + Guarda Municipal...

-----------------
Tnews
Trem como Solução Coletiva...

-----------------
Egames
Incrivelmente Mãe...

Lava-Obra

Enquanto a Lava-Jato vai caminhando para o seu suposto fim (na verdade, ninguém arrisca dizer quando), vamos caminhando em direção ao mundo dos bonecos de pano que se transformam em humanos reais. Principalmente agora, com a condenação de Lula a 12 anos de prisão em decisão unânime do TRF4.

Em Niterói já se constrói um horizonte de cabeças rolando ladeira abaixo. O problema de Niterói com a Lava-jato já é bastante conhecido. Mas, o atual já pode ser chamado de “Lava-Obra”.

O Lava-obra é um processo a respeito da famosa obra Transoceânica, que mesmo antes do seu término já começa a apresentar derrapagens no Tribunal de Contas do Estado/TCE (o atual, reformulado).

As empresas do Consórcio montado que venceu a licitação já estão sendo obrigadas a devolver milhões relativos a obras realizadas fora do padrão mínimo de qualidade exigido.

Essa falta de qualidade já aparece como o problema no trecho próximo à reta dos Bombeiros e logo após um super estreito e ridículo “S” existente na pista, onde não cabem dois carros emparelhados; e que possui um aviso de “afundamento do asfalto”, o que é muito grave. O reparo já está sendo feito, mas demonstra a falta de qualidade dos materiais empregados e a execução da obra “à Bangu”.

Além disso, há excesso de sinais em vários trechos e que à noite ninguém se entende diante da “árvore de Natal”. Por outro lado, faltaram sinais com acionamento manual, aquele feito pelo pedestre. Só para vocês terem idéia, já há retenções no “trevo” dos Bombeiros (entrada da Estrada do Engenho do Mato) por conta de sinais para pedestres que ainda são pouquíssimos.

As placas indicativas foram mal posicionadas, são pequenas e pegam o motorista de surpresa, porque muitas estão no meio das curvas.

O que foi feito na rotunda da Av. Central foi outro total absurdo. Estreitaram tanto que o engarrafamento no horário do rush piorou. O local, que era um círculo, agora se transformou num quadrado com a pista estreita. Uma confusão só.

Dessa forma, está muito claro que a obra foi realmente muito mal feita e que a fiscalização da execução não existiu. Daí, o Consórcio Constran, Carioca e Transoceânica, mais alguns “técnicos” da prefeitura estão sendo obrigados pelo TCE a devolver R$ 11 milhões aos cofres da Prefeitura.

Não sei como eles irão devolver esse dinheiro, já que deve ter sido feita a distribuição do dinheiro com pagamentos diversos, imagino. Vai ter que sair do lucro.

Mas os raios da Justiça começam a cair mais de uma vez no prédio da Prefeitura.

Mais um processo judicial tem início e agora o foco é o Prefeito Rodrigo Neves. Trata-se de uma Ação Popular, movida pelo brioso vereador Bruno Lessa. Nela, o vereador pede a exibição de todos os contratos da Prefeitura com a empresa Prole de Publicidade, envolvida em vários escândalos, restando um dos sócios, em plena delação premiada, aguardando a homologação no STF.

O problema do nosso prefeito é que na delação, o sócio afirma que a licitação foi fraudada e que havia uma “mesada” de R$ 20 mil que era paga a um funcionário da Prefeitura, Sr. André Gagliano.

E o problema maior está na renovação dos contratos, mesmo com a empresa Prole envolvida nos escândalos e em processo criminal onde o que se discute é, em síntese, corrupção.

Por que renovou os contratos? A Ação Popular movida pelo vereador Bruno Lessa vai dar o que falar, e seus resultados poderão detonar o futuro do prefeito Rodrigo Neves.


-----------------
Fernando Mello
Dano Moral X Mero Aborrecimento

-----------------
Fernando Mello
Radares no Atacado

-----------------
Fernando Mello
Imunidade X Impunidade

-----------------
Fernando Mello
Um STF Inimigo

-----------------
Fernando Mello
Chuva de Balas

-----------------
Pela Cidade
Academia Niteroiense Maçônic...

-----------------
Pela Cidade
Expo Imagens e Haicais...

-----------------
Pela Cidade
Posse na Academia de Letras...

-----------------
Pela Cidade
Aniversário Temático de Marc...

-----------------
Pela Cidade
Aniversariantes da Edição...

-----------------
Pela Cidade
Chá Beneficente da Pestalozzi...

-----------------
Pela Cidade
Vernissage da Nikitikitiquero...

-----------------
Pela Cidade
Causaram Impacto...

-----------------
Pela Cidade
Cem Anos de Samba...

-----------------
Pela Cidade
Exposição Humanidades...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns