Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Pela Cidade
Chá Beneficente da Pestalozzi...

-----------------
Em foco
Niver de Valéria Câmara...

-----------------
Egames
Como "Pokémon" Foi Inventado...

-----------------
renda fina
Como "Pokémon" Foi Inventado...

-----------------
Internet
Bitcoin Deve Ser Proibido?...

-----------------
Informes
Eleição na AFACC...

-----------------
Dnutricao
Exames Bioquímicos...

Crimes Ambientais em Niterói

Meu avô nos contava, lá nos anos 1960, que em Niterói “urubu voava de costas para não levar um tiro na cara”. Com o passar do tempo, podemos atualizar: “urubu voa de costas para não morrer intoxicado com a fumaça do óleo diesel dos ônibus, caminhões e utilitários que circulam pela cidade, vomitando veneno à vontade”. Na contramão da civilização, Niterói é uma cidade que não faz nada, absolutamente nada, pelo meio ambiente, apesar do prefeito Rodrigo Neves ironicamente ter se filiado ao Partido Verde em 2016, fugindo das consequências devastadoras sobre o seu partido de amor, alma e ideologia bolivariana, o PT. Ele temia perder a eleição se o eleitor fizesse a conexão do seu nome ao PT, seu primeiro partido. Tirou segundo lugar na última eleição, quando perdeu para votos nulos, brancos e abstenções. Foi rejeitado pela população. Essa foi a verdade das urnas.

Em seu primeiro mandato, Neves não fez nada pelo meio ambiente apesar de seu vice no primeiro mandato, Axel Grael, ser um ambientalista histórico que já presidiu a Feema e o Instituto Estadual de Florestas, além de ter sido um dos fundadores do More, Movimento de Resistência Ecológica, aqui em Niterói. Desde dessa época (início do primeiro mandato) pensei em me abrir com ele, desabafar sobre essa ausência da Prefeitura na área ambiental, mas só nos encontrávamos em restaurantes ou em eventos sociais, locais inadequados para esse tipo de conversa. Hoje, Axel Grael é o homem forte do prefeito e ponto.

A verdade nua e crua é que Niterói está cada vez mais degradada, não apenas por causa da incompetência/desleixo da Prefeitura, mas também pela inércia do Governo do Estado. É o caso das lagoas de Itaipu e Piratininga, que estão em extinção graças ao assoreamento de suas ligações com o mar, despejo descontrolado de lixo, invasão de posseiros, numa verdadeira baderna ambiental. 

A favela que sobe o Morro da Viração pelo Maceió, já encostou no Parque da Cidade e moradores de Charitas avistam pequenos barracos surgindo do lado direito do Parque. Não será surpresa se, em breve, nascer uma nova favela que em meses vai tomar todo o lado de São Francisco até o Largo da Batalha. Nome? Será um pesadelo chamado Complexo do Preventório.

A Prefeitura não fiscaliza ônibus, caminhões e vans movidos a óleo diesel que cospem fumaça pelas vias da cidade. O município também ignora as motos que rodam sem canos silenciosos horrorizando a vida de uma população que paga todos os seus impostos em dia. Nos últimos anos, a Prefeitura não plantou um pé de couve sequer, e faz vista grossa em relação ao Campo de São Bento que nos fins de semana se transforma num feirão. Era para ser o Jardim Botânico de Niterói, mas virou um estranho camelódromo.

Sabemos que o PT sempre ignorou a preservação do meio ambiente. Seu fundador e líder, Lula, achava (e ainda acha, mas não confessa) que meio ambiente é “preocupação das elites”, coisa de “afetados”, de “salta pocinhas”. Nascido no útero petista, o Prefeito de Niterói também ignora a questão ambiental, para alegria dos especuladores imobiliários de olho no que resta de espelho d’água das lagoas de Itaipu e Piratininga.

Novas favelas em Pendotiba, mansões na costa de Itacoatiara, árvores assassinadas em Icaraí, chute na cara da Lei do Silêncio, enfim, até quando? E na maior cara de pau a Prefeitura gasta dinheiro se comparando a Sydney, na Austrália.

A única coisa que Niterói possuiu e que se assemelha a Sydney é a temperatura no verão. E talvez eu esteja errando feio.

Não somos enganados pelos pvptistas: nem ciclovia nossa cidade tem, não é? Vai acabar processada por danos morais pela bela Sydney, cidade ecologicamente correta, limpa e praticamente sem corrupção. Comparação infeliz... E pretensiosa! Mas também...


-----------------
Fernando Mello
A República de Benfica

-----------------
Fernando Mello
Geração Floco de Neve

-----------------
Fernando Mello
Raposas Corruptas

-----------------
Fernando Mello
Crise ou Falência Moral?

-----------------
Fernando Mello
Guarda Municipal Armada

-----------------
Pela Cidade
Chá Beneficente da Pestalozzi...

-----------------
Pela Cidade
Vernissage da Nikitikitiquero...

-----------------
Pela Cidade
Causaram Impacto...

-----------------
Pela Cidade
Cem Anos de Samba...

-----------------
Pela Cidade
Exposição Humanidades...

-----------------
Pela Cidade
Data Venia Doutor...

-----------------
Pela Cidade
Abandono a 50 Metros da Prefei...

-----------------
Pela Cidade
Insegurança na Praia...

-----------------
Pela Cidade
Festa Pop Club 80...

-----------------
Pela Cidade
Aumentos e Alíquotas...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns