Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Edgard
Não ao Conflito...

-----------------
Edgard
Próximo Presidente Luciano Ba...

-----------------
Internet
Depósito sem Envelope...

-----------------
Cultura e Cinema
Moda Hi-Tech...

-----------------
Fernando Mello
Cabeça Eleitoral...

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro...

-----------------
Egames
Investimento em Games?...

Se o Passado Voltasse

A corrupção e as safadezas no Brasil não foram inventadas pelo PT e seus aliados. Todas as práticas sempre existiram, mas em proporções menores e praticadas por pequenos grupos, na base de cada um por si. Algumas vezes faziam os acordos entre os deputados estaduais; loteavam as instituições e repartiam as inspetorias fiscais, como uma espécie de feudos. A diferença da pratica corrupta está no corporativismo petista e dos comparsas. Eles passaram a não aceitar o fatiamento para a dilapidação do dinheiro público. Na ganância quiseram o bolo inteiro e rateavam de cima para baixo, como uma espécie de controle central, como manda a cartilha comunista. 

Mas, apenas para exemplificar, se voltássemos ao tempo do governo do Chagas Freitas, veríamos que tudo se equivale do ponto de vista do dolo, da ética e da falta de valores republicanos. Sempre, roubaram muito e insistentemente. Agora, passado o tempo e com estes crimes prescritos, nada adiantaria persegui-los, a não ser para revelar quem são estas figuras travestidas de “homens de bem” que circulam livremente entre nós.  

Em Niterói encontramos muitos deles que hoje, já mais envelhecidos e ricos, pousam de vestais, falam grosso e apontam as mazelas dos criminosos atuais. São todos iguais! No tempo do Chagas tinha deputado repartindo dinheiro de salários de cargos sem nenhuma produção, desvios e propinas na área dos transportes, “chefiavam” chantagens às empresas pelos fiscais que faziam “fiscalizações prévias”. Ou seja: descobriam os podes das empresas, ameaçavam com multas milionárias, faziam um acordo mediante a uma gorda propina (parte do dinheiro ia para deputados e secretários estaduais), faziam uma “maquiagem” na escrita contábil das empresas, que tinham assim um “salvo conduto” para os próximos cinco anos de exercício fiscal. Livros rubricados por um auditor fiscal ficavam livres de qualquer fiscalização no período. 

Tem muita gente engravatada nessa cidade, falando grosso e arrogantemente, e que se na época existisse uma Lavajato, estariam todos presos e desmoralizados. Esta é a prática brasileira, onde canalhas envelhecem “tirando onda” e apontando os erros alheios como se fossem as mais puras almas honestas, tanto quanto a do Lula.


-----------------
Edgard
Não ao Conflito

-----------------
Edgard
Próximo Presidente Luciano Bandeira

-----------------
Edgard
Premiação para Criminosos

-----------------
Edgard
A Que Ponto Chegamos

-----------------
Edgard
Visita a Pestalozzi

-----------------
Tnews
Praça de Guerra!...

-----------------
Tnews
ENEL ou ZONA?...

-----------------
Tnews
Flanelinhas Soltos...

-----------------
Tnews
Sem Retorno...

-----------------
Tnews
Bagunça da ENEL...

-----------------
Tnews
Péssimas Calçadas...

-----------------
Tnews
Mudança de Itinerário...

-----------------
Tnews
Ciclo Via ou Ciclo de Morte...

-----------------
Tnews
Fake ASSIM ...

-----------------
Tnews
Banco Estatal: A Desordem Inst...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns