Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Tnews
Era Bom, Ficou Ruim...

-----------------
Egames
Revivendo Clássicos...

-----------------
Fernando Mello
O Morro e os Encostos...

-----------------
Edgard
Perdendo a Decência da Lucide...

-----------------
Edgard
Nikitikitikeru...

-----------------
Internet
Celular Dobrável...

-----------------
Cultura e Cinema
A modinha que não sai de moda...

O Novo Panorama Político de Niterói

Já se passaram aproximadamente 40 dias da eleição em 1º Turno, e duas semanas da proclamação do resultado final das eleições. Ainda existe algum ruído nas relações entre eleitores de lados opostos, entre partidários, políticos comemoram ou lamentam resultados e muitos ressentimentos ficaram. 

O tabuleiro do jogo político mudou e já se movimenta em outras direções. As relações mais acirradas estão nos municípios, onde tudo é mais próximo e encontros mais rápidos propiciam soluções pretensamente mais imediatas. 

Vamos tomar por base o município de Niterói, e como possivelmente ficarão relações e perspectivas, considerando um novo panorama e os anseios pelo enquadramento no poder.

É preciso salientar que esta análise reflete um momento atual, se presta apenas ao entendimento da situação e quais as possíveis vertentes futuras. É uma espécie de foto do momento, e se pudéssemos animá-la teríamos que considerar a dinâmica veloz, e em muitas situações, imprevisível. Qual analista político, ainda que muito experiente, poderia prever com exatidão os resultados do primeiro turno. Alguns vislumbram nos debates o aparecimento do ex-juiz Wilson Witsel, e começaram a encará-lo como uma espécie de azarão. Representava uma nova opção, diante dos desgastes dos políticos veteranos; e iria conseguir muitos votos. A insatisfação do grande eleitorado com as corrupções e contradições do PT, MDB, PP, PTB e PSDB, conduziam e motivaram a grande onda conservadora, e exausta de tanto fracasso político, moral e ético da grande maioria dos caciques que predominantemente dominaram a cena nos últimos 33 anos. 

A questão agora é jogar um novo jogo, de olho nas eleições municipais em 2020. Pode parecer exagerado. Mal acabamos uma eleição e já estaremos dento da disputa da próxima?É que dois anos parece muito tempo, mas não é. Tanto pela cronologia natural dos dias, que atualmente andam céleres, como para poder montar uma articulação política, onde os apoios e recursos são fundamentais.  

Vamos falar primeiro dos eleitos, o que no próximo pleito para conquista do lugar de prefeito, seja uma garantia ou mesmo uma expressiva vantagem. Tudo depende de um grupo de possibilidades e adequações. De Niterói realmente se elegeram para deputado Federal: Carlos Jordy (PSL), com uma expressiva soma de 204.000 votos. Um verdadeiro fenômeno, diante das condições conhecidas. Avaliando, Jordy disputou uma eleição em 2016 para vereador, sendo relativamente desconhecido, e não é pessoa das mais expansivas. Entretanto, teve a sagacidade e a coragem de aventurar-se (naquele momento era mesmo uma aventura) “embarcar” na “Onda Bolsonaro”. Jordy colou no Jair Messias Bolsonaro, que lhe franqueou a sua lista de eleitores em Niterói. Bolsonaro veio à cidade algumas poucas vezes e “carimbou” a sua marca e estilo. É claro que Jordy se empenhou e montou seus grupos de trabalho, mas comparativamente, gastou muito pouco. E para surpresa geral, apareceu com uma votação de ponta, acessível aos campeões de voto. Fez uma vereança correta e combativa, mas, nada que lhe desse fama ou destaque político. Mais uma vez, embarcou na asa do Bolsonaro, (desta vez foi mais ajudado pelo Flavio Bolsonaro, diante das dificuldades de saúde do Jair) e eis que desponta com uma votação inconcebível para novatos. O que lhe fez imediatamente, ainda que em tom de brincadeira, declarar-se candidato a prefeito de Niterói. Passou a ser assediado pelo grupo do Eduardo Paes, e embora ele negue, teria feito um acordo com o Paes para apoiá-lo na sua próxima candidatura a prefeito, e em contrapartida apoiaria o Paes no 2º turno. Este foi um fato amplamente divulgado, embora jamais encontrássemos Jordy fazendo campanha para Eduardo Paes. A verdade é que gerou insatisfações na sua própria base que apoiava firmemente Wilson Witsel. Dizem que este episódio seria uma confusão de preferência apenas do pai do deputado, e que teriam atribuído a ele o “tal apoio”. O que se diz é que desagradou ao núcleo duro da sua campanha e da família Bolsonaro. Tudo pode ser uma série de equívocos, mas causou-lhe desgaste, logo na partida. Por outro lado, conversamos com alguns apoiadores do Jordy, que disseram com todas as letras “que esperam que ele cumpra o mandato de deputado Federal até o fim. Foi para isso é que ele foi eleito”. Principalmente, porque o Partido vai precisar muito de mais um braço de trabalho no Congresso. Jordy só cumpriu dois anos do mandato de vereador, não teve tempo para aprender o bastante para comandar uma cidade como Niterói, e vai deixar o mandato de deputado pelo meio? Ele é bastante jovem, poderá cumprir o mandato Federal com afinco, reeleger-se, e aí, viria para disputar a prefeitura, mais experiente e maduro. Não tem necessidade de queimar etapas.

A Taliria Petrone também se elegeu com uma votação de fazer inveja. Foram mais de 107.000 votos, apoiada e apadrinhada pelo veterano Marcelo Freixo. Caminhou muito no Rio e defendeu as mesmas bandeiras da vereadora Marielle Franco, assassinada um pouco mais de 8 meses atrás. Vestiu este script e deu certo. Seria um nome a ser lançado na cidade? Até poderia, mas, iria colidir com companheiro de partido Flávio Serafini, que já disputou duas vezes a eleição de prefeito, já tem mandato e foi muito bem; e foi o deputado estadual mais bem votado em Niterói. Essas duas eleições disputadas em Niterói contribuíram para o sucesso eleitoral na cidade. Este certamente virá candidato na próxima eleição.

O deputado Chico D’Ângelo (PDT), virtualmente candidato a prefeito na próxima, teve dificuldades nessa eleição. Teve uma votação menor que nas outras vezes e por pouco iria perder a eleição. A sua candidatura vai depender dos próximos 15 meses. O cenário poderá estar ou não favorável. Ele contava com o apoio do prefeito Rodrigo Neves, mas, se depender das informações e do que aconteceu nessa eleição, onde Neves botou praticamente todas as suas fichas no Waldeck Carneiro... Pode ser que esse seja o nome do prefeito, embora haja quem diga que o nome de preferência do Rodrigo Neves é a secretária Giovana Victer. Enfim... São apenas fatos de bastidores. 

Restam-nos aqueles que perderam a eleição, mas, são figuras expressivas e possuem capital eleitoral.

O deputado Comte Bittencourt (PPS) concorreu à vice na chapa do Eduardo Paes e perdeu. Em janeiro próximo estará sem mandato. Conversamos com ele e disse-nos que por hora está refletindo. Esperando a “poeira baixar”, para tomar decisões para o futuro. Entretanto, na nossa avaliação, resta-lhe politicamente apenas um caminho, se desejar continuar na política e ser um dos possíveis concorrentes cargo de prefeito. Poderá assumir uma importante secretaria e manterá no jogo, e dependendo dos movimentos seguintes, vir candidato a prefeito de Niterói. Duas situações são possíveis: Rodrigo Neves está fragilizado por várias razões, e especialmente agora depois do desabamento do Morro da Boa Esperança, em Piratininga. O prefeito ficou em situação difícil após os desdobramentos de suas declarações de que não havia riscos, quando os laudos e avisos apontavam nesta direção. Para Rodrigo Neves, seria bom ter o Comte na sua administração. Além de somar a experiência e força de trabalho nesse momento tão frágil, emprestaria prestígio, algo que já fez antes sendo vice prefeito. A outra situação é o Comte desistir da vida pública e continuar na sua carreia de empresário. É aguardar para ver...

O vereador Bruno Lessa, apesar de ter perdido a eleição para deputado estadual, saiu fortalecido, pois somente não entrou em razão das regras eleitorais relativa aos partidos e coeficientes de voto. Foi muito bem votado em Niterói, obtendo mais votos do que a maioria dos eleitos, incluindo Waldeck Carneiro (PT) e Chico D’Ângelo (PDT). Bruno parte para cumprir o 2º mandato. Está se preparando para ser prefeito desde que entrou na Câmara. É um nome forte nessa disputa. Ele declaradamente já caminha nessa direção, especialmente depois do seu afastamento do deputado Comte Bittencourt.

O vereador Paulo Bagueira é outro nome dentro desse tabuleiro eleitoral. Perdeu a eleição por muito poucos votos, está na 1ª suplência, o que significa que ainda poderá assumir a vaga, desde que o titular vá para uma secretaria ou tenha outro impedimento. Para assegurar-se já se reelegeu por unanimidade para presidente da Câmara dos Vereadores de Niterói. Já percebeu, a partir dessa eleição, que não pode contar com o apoio do prefeito Rodrigo Neves, pois foi “insuficiente” nessa campanha a deputado de 2018. Por outro lado, Bagueira tem uma base eleitoral forte na Zona Norte, mas, é frágil na Zona Sul, onde transita com pouca mobilidade. Em caso de querer ser prefeito de Niterói, terá que buscar caminhos na Zona Sul, entre os mais bem agraciados socialmente.


-----------------
Documento
O Novo Panorama Político de Niterói

-----------------
Documento
O Mundo dos Youtubers

-----------------
Documento
Nação Dividida: Velhos Amigos, Novos Inimigos

-----------------
Documento
O Tsunami Bolsonaro

-----------------
Documento
Pesquisas para Confundir

-----------------
Informes
Unus Mundus...

-----------------
Informes
A Importância dos Vices-Presi...

-----------------
Informes
As Canções Que Você Dançou...

-----------------
Informes
Bagueira é Reeleito...

-----------------
Informes
Acervo Fotográfico...

-----------------
Informes
Contra a Pedofilia...

-----------------
Informes
Novo Fórum Federal...

-----------------
Informes
Ano Novo Judaico...

-----------------
Informes
Lançamento de Candidatura...

-----------------
Informes
Inauguração de Comitê Icara...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns