Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Pela Cidade
Chá Feminino de Adesão ...

-----------------
Tnews
Flanelinhas Soltos...

-----------------
Tnews
Sem Retorno...

-----------------
Tnews
Bagunça da ENEL...

-----------------
Egames
Lançamentos da Semana...

-----------------
Em foco
Assim se Faz Campanha...

-----------------
Fernando Mello
Celeiro da Corrupção...

Entre a Imitação e a Transgressão Caminha a Arte

Cada época possui seu estilo, que se manifesta nas produções culturais e artísticas, acompanhando a trajetória do processo histórico. Desde Aristóteles em sua “Arte Poética,” até as criações atuais, vários conceitos e funções da arte são discutidos e reelaborados. A definição do “Belo” artístico também sofre modificações, seguindo o paradigma centrado em dois eixos primordiais e simbólicos: o de origem apolínea (do deus Apolo), gerador do equilíbrio, da harmonia, da transparência, da suavidade das formas e da idealizada beleza clássica e o de matriz dionisíaca (do deus Dionísio), propulsor do desequilíbrio, da desordem, das sombras, da opulência dos traços e do desvio dos tradicionais modelos canônicos de perfeição e de pureza.

Do embate conceitual, com variantes ao longo do tempo, entre os adeptos dos deuses, em seu percurso epifânico ou apocalíptico, provém a dificuldade de se definir a arte, sob um ponto de vista hegemônico. Sacra ou profana, útil ou mágica e lúdica, a arte ora imita a vida, ora transgride as fronteiras do real. Inserem-se no contexto dionisíaco os artistas transgressores que violam as normas vigentes, provocam uma ruptura com a tradição e do caos aparente criam uma nova filosofia estética. 

Destacamos, no período pré-romântico, a contestação do despotismo clássico e a celebração da força criadora do vate, que o romantismo acentua com características específicas, chegando a pregar o hibridismo dos gêneros literários, decantando assim a essência dos mesmos. Victor Hugo, no “Prefácio de Cromwell”, sacode os baluartes estéticos e ataca o convencionalismo do padrão de “Beleza” cultivado pelos clássicos, imitado pelos prosélitos da Antiguidade, declarando que na natureza, o belo e o feio coexistem lado a lado. E é preciso aceitar a aliança dos contrários na obra de arte, pois da união do grotesco e do sublime nasce a complexidade do artista moderno, que se opõe à uniformidade imitativa dos antigos. 

A obra do Aleijadinho é um exemplo da criatividade transgressora da arte escultórica do barroco brasileiro.

E os movimentos de vanguarda revolucionaram cada vez mais o processo de criação artística e colocaram em pauta a emergência de uma concepção lúdica da arte, a carnavalização dos estilos, a paródia, a dessacralização da forma, a antropofagia oswaldiana e a nova versão do herói – Macunaíma, proposta por Mário de Andrade. Assim, da mimese à metamorfose, a arte passeia nos templos da História.

 

Márcia Pessanha

Mestra em Letras (Literatura Infantil) e Doutora em Literatura Comparada. Escritora e Acadêmica. É presidente da Academia Niteroiense de Letras


-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim...

-----------------
Cultura e Cinema
Para Todos os “Miminis” Que Já Odiei

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim

-----------------
Cultura e Cinema
Festival MIMO de Cinema Paraty

-----------------
Cultura e Cinema
Para Idosos

-----------------
Documento
Pesquisas para Confundir...

-----------------
Documento
O Voto Útil Transformador...

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Documento
O Aparelhamento Político nas ...

-----------------
Documento
O Perigo do Etnocentrismo...

-----------------
Documento
Falsas Informações: Prejuíz...

-----------------
Documento
Desenhos Animados: Benefícios...

-----------------
Documento
As Inevitáveis Alianças Pol...

-----------------
Documento
Manobras na Beira do Caos...

-----------------
Documento
Esquecimento: Indicação de A...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns