Diz Jornal - Cultura e Cinema | Documento | Nutrição | Informes | Internet | Edgard Fonseca | Pelo Whats | E! Games | Fernando Mello | Pela Cidade | Em Foco

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores

Tels: (21) 3628-0552 / 9613-8634
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Centro - Niterói/RJ | 24020-270
Email: dizjornal@hotmail.com

PROJETO GRÁFICO - Edgard Fonseca Comunicação Ltda.
TIRAGEM IMPRESSA: 16.000 Exemplares

Newsletter
Receba nossas edições no seu e-mail.

 
 

-----------------
Edgard
País das Chicanas...

-----------------
Edgard
Mares Literários...

-----------------
Cultura e Cinema
Festival MIMO de Cinema Paraty...

-----------------
Cultura e Cinema
Para Idosos...

-----------------
Internet
Iphones Novinhos...

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Fernando Mello
Faca, Tiro e Bomba...

Enigmático e Indefectível

Pra mim, ele é um dos grandes nomes do cinema da atualidade. Não é sinônimo de extrema beleza. Nem sempre atua no papel de protagonista. Porém, rouba a cena. Sua seriedade hipnotiza, conquista e cativa. Não sei como defini-lo em poucas palavras. Talvez esta seja uma missão fadada ao fracasso, dada a sua versatilidade enquanto artista. Para se ter uma idéia do seu gabarito, basta olhar rapidamente seu currículo. Ator indicado três vezes ao Oscar, ganhador de um Globo de Ouro e de um Grammy. Já chegou até a anunciar sua aposentadoria do cinema, acredita? A ideia era se dedicar a sua carreira musical. Tal fato ocorreu logo em seguida das filmagens de "Johnny &June", quando encarnou Johnny Cash, uma lenda da música country norte-americana. Ele se preparou tanto para o papel, que se apaixonou pela música! Apenas quatro anos depois o ator voltou às telas com "O Mestre".

Sua vida pessoal é marcada por situações tristes, outras inusitadas. Ele só tinha 19 anos quando seu irmão mais velho, ator no qual se espelhava, morreu por overdose de heroína e cocaína, numa boate californiana. A mídia transformou sua vida em um verdadeiro inferno, publicando fotos do corpo do seu irmão, e mostrando a gravação do telefonema que ele fez aterrorizado, para o serviço de emergências 911, na intenção de pedir socorro. A questão é que após sofrer tanto, ao invés de "se perder", como muitos fazem, esta pessoa amadureceu. E tal episódio terrível ajudou a moldar a personalidade do (arrisco dizer) ator mais enigmático da atualidade. Sua marca registrada são seus lábios... A cicatriz não é porque ele nasceu com uma fenda labial, como muitos acreditam. Trata-se apenas, de um sinal nascença. 

Bem, para quem é cinéfilo de carteirinha, está na cara que falo sobre o inigualável Joaquin Phoenix, pelas dicas que dei acima. Quem ainda não o conhece, ou não lembra quem seria, posso garantir que valerá a pena assistir a seus trabalhos. Caso queiram relembrar o início da carreira de Joaquin, sugiro alguns títulos. "Caminho sem Volta" e "Contos Proibidos do Marquês de Sade" comprovavam que um talento avassalador estava surgindo. A questão é que o grande público só realmente notou esta estrela quando ele encarnou o Imperador Commodus, em "Gladiador". Eis o filme em que o coadjuvante desbancou o belo, musculoso e também talentoso Russell Crowe, que brilhava no papel de Maximus. Nesta película, é impressionante notar como Phoenix consegue ser, concomitantemente, fascinante e repulsivo... A todo o momento, não sabemos se o odiamos ou se estamos apaixonados por ele. Um ator, eminentemente simples, que transpira complexidade.

Posso continuar escrevendo horas sobre ele e seus grandes trabalhos. Porém, agora quero apenas focar em duas boas notícias. Uma delas é que seu mais recente trabalho chega esta semana nos cinemas. Aliais, vale dizer que os críticos estão apontando este filme como o melhor de sua carreira! Em "Você Nunca Esteve Realmente Aqui", Phoenix é um veterano de guerra atormentado pelos fantasmas do passado. Ele passa a ganhar a vida resgatando jovens desaparecidas. As mesmas encontram-se presas em cativeiros trabalhando como escravas sexuais. A questão é que nem tudo são flores em uma atuação tão arriscada. Principalmente depois que uma de suas missões falha e, como consequência, a opinião pública se volta contra ele. Sabe aquele tipo de filme que, quando acaba, continua na sua mente? E vai para casa contigo, te fazendo pensar, refletir e, obviamente, acaba roubando seu sono e a sua paz (de tão bom que é)? Este é um deles! Simplesmente, uma obra prima, para quem é amante de um bom thriller.

E a segunda notícia que tenho é que Joaquin vai ser o novo "Joker" do cinema. Isso mesmo: ele vai interpretar o Coringa em um novo filme dedicado exclusivamente a contar a origem deste grande inimigo do Batman. E as filmagens terão início ainda em setembro deste ano. Com certeza, será incrível, como tudo o que Phoenix faz. E eu? Vou continuar aplaudindo de pé!


-----------------
Cultura e Cinema
Festival MIMO de Cinema Paraty

-----------------
Cultura e Cinema
Para Idosos

-----------------
Cultura e Cinema
Entre a Imitação e a Transgressão Caminha a Arte

-----------------
Cultura e Cinema
DIZ pra mim... (que eu conto)

-----------------
Cultura e Cinema
Mulheres de Cinza

-----------------
Documento
A Ameaça dos Mitos na Políti...

-----------------
Documento
O Aparelhamento Político nas ...

-----------------
Documento
O Perigo do Etnocentrismo...

-----------------
Documento
Falsas Informações: Prejuíz...

-----------------
Documento
Desenhos Animados: Benefícios...

-----------------
Documento
As Inevitáveis Alianças Pol...

-----------------
Documento
Manobras na Beira do Caos...

-----------------
Documento
Esquecimento: Indicação de A...

-----------------
Documento
Dúvidas nas Eleições 2018...

-----------------
Documento
Os Inimigos e Perigos nas Elei...
 
Últimas Edições
Rua Cônsul Francisco Cruz nº 03 - Niterói/RJ | (21) 3628-0552 / 9613-8634 | dizjornal@hotmail.com
Creat by EADesigns